Aprenda Day Trade

VWAP – A Média Móvel dos Grandes Players

VWAP é uma abreviação de Volume Weighted Average Price que, em inglês, significa “Preço Médio Ponderado pelo Volume”. Então, trata-se de uma média dos preços negociados num determinado período, ponderada pelo volume negociado nestes preços.

Neste post sobre vamos esclarecer sobre este indicador muito usado no mercado financeiro. Vamos esclarecer questões como VWAP o que é e VWAP como usar.

Se você ainda não usa este indicador, vamos mostrar o porque que deveria.

Vamos começar?

O Que É a VWAP

O termo VWAP deriva do inglês Volume Weighted Average Price e sua tradução é “Preço Médio Ponderado pelo Volume”.

Este indicador mostra o nível de preço em que a média dos negócios foi negociada.

vwap

Diferente de uma média móvel comum que simplesmente soma os preços e divide pelo número de períodos, a VWAP leva em consideração o volume negociado em cada nível de preço.

Ao lado temos a VWAP em roxo e a média móvel em verde claro. Cada candle representa 30 minutos de negociação. O ativo é o dólar futuro.

Veja como são diferentes os valores, com a VWAP em 3.900 e a média móvel em 3.890.

Isso porque a média móvel só leva em consideração o preço e os períodos, não importando o quanto (volume) foi negociado.

Essa ponderação pelo volume é que faz toda a diferença neste indicador.

Quando há volume sendo negociado a linha se move. Veja na imagem como a linha desce agressivamente. Isto significa que o mercado está caindo com volume.

Agora, observe como do penúltimo candle (em vermelho) para o último (verde) a linha mal se move.

O que isso significa?

Significa que o volume secou, ou seja, o momentum de venda se foi, pelo menos até o momento do print.

Importância da VWAP

Nos mostra a média do preço em que os players estão comprados ou vendidos.

Este indicador é usado, inclusive, como referência para o pagamento de comissão de brokers na execução de grandes lotes.

É utilizado como referência de negociação por traders e investidores que pretendem ser o mais passivo possível na sua execução.

Inúmeros fundos de investimento, como pensão e mútuos se enquadram nessa categoria.

O objetivo de usar uma meta de negociação do VWAP é garantir que o trader execute o lote de acordo com o volume do mercado.

Esta execução reduz os custos de transação, minimizando os custos de impacto no mercado.

Por isso serve como um benchmark.

A VWAP de uma ação qualquer serve como uma medida do preço atual com relação ao seu valor negociado nos últimos tempos.

Assim, o indicador também nos ajuda a identificar pontos de liquidez do ativo no preço.

Veja este vídeo no Canal da Day Trader Pro sobre a importância da VWAP:

A Fórmula da VWAP

Para quem gosta da matemática por trás das coisas, segue a fórmula retirada do Wikipedia.

P_{{{\mathrm {VWAP}}}}={\frac {\sum _{{j}}{P_{j}\cdot Q_{j}}}{\sum _{j}{Q_{j}}}}\,

Onde:

· Pvwap = Preço da VWAP

· P = Preço do negócio j

· Q = Quantidade do negócio j

· j = cada negócio do período analisado

O Que a VWAP Não é

A VWAP não deve ser usada como um indicador de momentum, tais como MACD ou IFR.

Ela não dá sinais de sobre-compra ou sobre-venda, sendo este tipo de leitura totalmente inadequada para este indicador.

Uso Institucional

A VWAP não é um mero indicador para pessoas físicas brincarem (como muitos indicadores inúteis que tem por aí).

Ela é utilizada como referência de negociação por traders e investidores que pretendem ser o mais passivo possível na sua execução.

Grandes bancos, corretoras, fundos mútuos e de pensão se enquadram nesta categoria, com o objetivo de usar a VWAP como uma meta de negociação, garantindo, assim, que o trader execute o lote de acordo com o volume do mercado.

Este tipo de execução reduz os custos de transação, minimizando os custos de impacto no mercado, e por isso serve como um benchmark (referência).

Assim, os traders dessas instituições buscam:

· Se posicionar num determinado ativo na média do preço do dia (considerando o volume, claro), seja comprado ou vendido.

· Remunerar o operador (trader) pela compra ou venda de determinado ativo, considerando a diferença positiva entre o preço de compra/venda e o preço da VWAP, ou seja, o operador é remunerado quando compra abaixo da VWAP e vende acima dela, como um incentivo para conseguir um melhor preço para seus clientes.

Para explicar melhor seu uso, vamos olhar três formas de utilização da VWAP por institucionais.

Execução Garantida

Muitas corretoras e bancos oferecem aos seus clientes institucionais o chamado Guaranteed VWAP Execution, ou “Execução Garantida na VWAP”.

O que elas de fato fazem é programar robôs (HFTs) que vão executar as ordens dos clientes de compra e/ou venda exatamente no valor do indicador do período contratado.

Assim, o cliente sabe que fez o “melhor” negócio, de forma garantida pelo banco ou corretora.

Execução Alvo

Outra opção é a VWAP Target Execution, ou “Execução Alvo VWAP”.

Nesta opção os robôs fazem o melhor que podem para executarem as ordens na VWAP, mas, sem garantia do preço.

Nesta modalidade, os robôs fazem seu melhor para conseguir comprar ou vender na VWAP, contudo, não há garantia desta execução como na modalidade anterior.

Corretagem

Como mencionado anteriormente, os operadores recebem um valor de acordo com a diferença entre o preço executado e a VWAP.

Assim, caso o operador tenha comprado abaixo do indicador ou vendido acima do mesmo, ganha um percentual da diferença como comissão.

Como Usar a VWAP

Por se tratar de um indicador que relaciona preço e volume, independente do tempo (candles de 5 minutos, 10 minutos, 1 hora, etc.) a VWAP será a mesma no dia.

O trader ou investidor pode usar o indicador com periodicidade diária, semanal, mensal e qualquer outra que sua plataforma oferecer.

Dependendo do seu timeframe e estratégia cada nível de preço encontrado é mais relevante.

Após desenhada em seu gráfico, o uso do indicador vai depender de sua estratégia operacional.

A partir de uma análise gráfica mais aprofundada usando a VWAP, conseguimos contar toda a história do ativo no dia.

Mercado Lateral

VWAP em dias laterais.

Note no gráfico acima como a VWAP (traço roxo), apesar de sofrer um leve inclinação para baixo, permanece praticamente estática a partir das 11h.

É muito comum em dias assim termos alguns rompimentos de mínima e máxima, mas, repare como o preço sempre volta para a VWAP e fica “dançando” ao seu redor ao longo do dia.

Com este simples conhecimento você já é capaz de se posicionar de uma maneira consciente: muitos traders, em dias laterais, acabam vendendo perto da mínima ou comprando perto da máxima acreditando que o rompimento vai gerar um momentum, quando, na verdade, acontece o que chamamos de “falso rompimento”, então o trader fica trapped, ou seja, preso numa má posição e acaba sendo rapidamente stopado.

Mercado em Tendência

Repare bem como fica diferente a VWAP em dias de tendência (também conhecidos como direcionais).

Neste caso, a VWAP não fica mais como uma “âncora” do valor do ativo, com o preço do mesmo dançando para lá e para cá, a VWAP se “descola” do preço.

Estes dias não são tão comuns, mas, conseguindo identificar o dia como sendo de tendência/direcional, o trader pode alongar bem o seu trade e conseguir bons lucros.

Mais uma vez, é muito comum traders pensarem que o preço está “esticado” demais e agir contra a tendência, vendendo perto da máxima acreditando numa reversão do movimento e, novamente, ficam trapped numa má posição.

Mercado Lateral + Direcional

Há dias em que o mercado terá as duas situações no mesmo dia.

Para falar a verdade, você acabou de ver isso e muito provavelmente não percebeu (não se preocupe com isto, é para isto que pagou este curso).

Vamos olhar de um forma diferente este dia que acabamos de ver na seção anterior:

Aqui, o ativo é o mesmo da seção anterior: mini-contrato de índice futuro do dia 29/08/19.

Observe como da abertura (9h) até o meio-dia o mercado trabalhou dentro de um range (área) definido para, a partir de então, engatar um movimento direcional.

Veja o que acontece com a VWAP: começa a se inclinar para cima, se descolando do preço e fazendo uma curva para cima.

Vamos ver o movimento mais de perto:

Aqui fica claro o movimento direcional, com a VWAP sempre abaixo do preço e o acompanhando na alta.

Você consegue perceber uma consolidação deste movimento? Olhe o próximo gráfico:

VWAP em consolidação.

Aqui, podemos dizer que o mercado lateralizou: repare no box vermelho que o mini-contrato trabalha dentro de um range (vá se acostumando com este vocabulário).

Agora, olhe o que acontece no box roxo: a VWAP perde um pouco de sua inclinação, revelando a consolidação do movimento iniciado após o meio-dia.

Consegue perceber a importância deste indicador?

Com apenas um traço no gráfico você consegue contar uma história, muito melhor do que ter 10 indicadores sujando seu gráfico, não acha?

Estratégias com VWAP

Existem duas estratégias bem simples com o indicador que costumam funcionar muito bem.

O primeiro passo para as duas é identificar se o dia é de tendência (direcional) ou se o ativo está lateral.

Retorno à média

Em casos de mercado lateral, quando o preço se afasta muito do indicador vale o trader entrar comprador/vendido, pois, a expectativa é que o preço retorne à media.

Para esta estratégia é muito útil o uso de desvios padrões em torno da VWAP, como numa banda de Bollinger.

Quando o ativo ultrapassar a região de 1 desvio-padrão da VWAP, usar como um sinal.

Pullback

Em dias de tendência, após o movimento a favor da tendência é muito comum que haja um pullback e que ele acabe na região da VWAP, gerando uma boa oportunidade para o trader de compra/venda.

Vale lembrar que no mercado tudo pode acontecer.

Por vezes achamos que é um pullback enquanto, na verdade, estamos vendo uma reversão.

Outra vezes achamos que o ativo vai retornar à média apenas para vermos o mesmo engatar uma tendência.

Cuidado com trades mecânicos, sempre analise o contexto!

Em dias de noticiário importante (como Payroll, por exemplo) a VWAP não fará muito sentido.

Limitações Do Indicador

Em épocas de forte tendência o preço sempre ficará afastado da VWAP e, muitas vezes, não chega a tocá-la, dando a impressão de que o ativo está sobre-comprado ou sobre-vendido por todo o período.

Por ser um indicador que “reseta” quando o dia acaba, periodicidades além da diária podem criar discrepâncias no valor do indicador.

Conclusão

É muito importante que o trader ponha um pano de fundo em suas análises quando utilizando a VWAP.

Sem dúvidas é uma importante ferramenta para o dia-a-dia do trader, fornecendo importantes informações sobre tendência, liquidez, regiões de interesse de players e etc.

O trader que ainda não a utiliza, e mesmo os que já utilizam, não deve usar o indicador como um botão de entra e sai do trade.

A VWAP é um importante ponto de referência do ativo, claro, porém, toda e qualquer estratégia a envolvendo deve ser usada com cautela.

Grande abraço e bons trades!