Day Trade é um tipo de operação feita nos mercados financeiros com o objetivo obter lucros com a compra e venda dos ativos dentro do periodo de um dia.

Este artigo é um guia completo para você entender o que é o day trade, como o day trade funciona, como iniciar do jeito certo no day trade e muito mais!

Você terá informações valiosas para te ajudar a saber se este tipo de especulação de curto prazo se adequa ao seu perfil de risco e personalidade.

Pra facilitar sua leitura, colocamos abaixo um índice dos conteudos:

Então, vamos começar a aprender tudo sobre day trade?


O Que é Day Trade

A palavra “trade” significa “negócio”, em inglês.

No ambiente da bolsa de valores e dos mercados financeiros, um trade é um negocio feito com com ações, contratos futuros, opções e etc.

Por exemplo, quando um trader compra 10.000 ações da Petrobrás (PETR4) , falamos que ele fez um trade de compra.

Caso, algum tempo depois, ele decida vender estas 10.000 ações da Petrobrás, este investidor fez novamente um trade, vendendo.

Neste exemplo, o trader pode ter obtido lucro ou prejuízo, de acordo com a diferença dos preços negociados na compra e na venda.

Quando estes trades são feitos durante um mesmo dia, dizemos que este trader (negociante) fez um day trade.

Aí então está a chave para entender o que é day trade:

A junção da palavra day (dia) e trade (negócio), significa que um day trade é um negócio que se inicia e encerra no mesmo dia, na bolsa de valores.

Simples assim!

Curiosidade: Você sabia que este tipo de operação na bolsa de valores pode movimentar, em alguns ativos, até 60% de todo volume negociado?

Como Funciona o Day Trade

Veja este gráfico que mostra a movimentação dos preços de uma ativo negociado na bolsa de valores em apenas um dia de negociação.

Grafico PETR4 intraday day trade

No eixo X (horizontal) temos a escala do tempo e no eixo Y (vertical) vemos a escala do preço.

Perceba a variação que ocorre nos preços durante este dia.

O day trader busca identificar oportunidades para fazer trades rápidos e com boa probabilidade de acerto para, então, lucrar com este tipo de variação dos preços.

Sendo assim, trata-se de um “investimento” de curtíssimo prazo, onde a sua estratégia é ter ganhos rápidos, evitando ao máximo o prejuízo utilizando-se de ordens stop e outras estratégias de gerenciamento de risco.

Aí vem a pergunta: como saber a hora de comprar ou vender?

Para responder a esta pergunta existem várias escolas de análise para serem usadas.

Veremos adiante algumas escolas de análise.

Escolas de Análise

Análise Técnica

A mais conhecida e usada no mundo inteiro é a escola de Análise Técnica.

Esta metodologia consiste em tentar prever o movimento dos ativos analisados (ações, contratos futuros, forex, etc) com base no histórico de preços e volume negociados.

Retirado de nosso artigo sobre análise técnica.

Para um melhor e mais amplo conhecimento sobre a mesma, leia nosso artigo.

Em suma, o que esta escola faz é se basear nas cotações e padrões gráficos passados para prever o preço futuro.

Entretanto, os fundamentos dos ativos analisados são totalmente desconsiderados.

Análise Gráfica ou Price Action

Também conhecida como Naked Trading, o Price Action é uma espécie de análise técnica que não usa indicadores.

Ela relaciona os desenhos formados nos candlesticks dos gráficos para ajudar o trader a tomar sua decisão.

Em nosso artigo sobre Price Action você encontra bastante informação sobre ele.

Tape Reading

Em sua pesquisa sobre day trade, muito provavelmente, se deparou com essa expressão: Tape Reading.

Também conhecido como “Análise de Fluxo de Ordens”, esta escola analisa a movimentação dos preços (o fluxo) através das análises das ordens de compra e venda no mercado.

Toda a dinâmica da movimentação do preço e as ordens é analisada por essa escola, com o fim de dar um “sinal” ao trader de entrar num determinado negócio.

Market Profile

O Market Profile tem uma proposta diferente.

Sua diferença já começa na forma de ver os gráficos, que, no lugar de linhas ou candles tem letras.

É uma escola muito profunda e subjetiva onde mostra a estrutura do mercado através destes conjuntos de letras, chamados de TPO.

Embora seja comum encontrar alguns a usando como um indicador, ela não dá sinais de compra e venda, mas, sim, nos mostra a estrutura do ativo analisado.

Como Iniciar no Day Trade

O primeiro passo é abrir uma conta em uma corretora de valores.

Geralmente, o processo é muito rápido e com pouca burocracia.

A abertura desta conta na corretora funciona como abrir uma conta no banco, com a vantagem de toda documentação necessária poder ser enviada online, sem necessidade de deslocamento físico do trader/investidor.

Para escolher sua corretora é muito importante que você entenda alguns conceitos envolvidos nesta escolha.

Pensando nisso, preparamos um artigo específico sobre isso onde orientamos como escolher sua corretora para day trade.

Recomendamos a leitura deste artigo, pois, explicamos em maiores detalhes como escolher sua corretora.

A versão curta: você manda cópias de seus documentos via internet e, assim que aprovado seu cadastro, você pode começar a investir enviando dinheiro via DOC ou TED a partir de seu banco.

Operando via Home Broker

Após a abertura da conta e transferência do capital para a corretora, o trader já poderá enviar ordens de compra e venda no mercado.

Para tal, todas as corretoras oferecem o chamado Home Broker, que é uma plataforma de negociação online.

Visite nosso artigo sobre Home Broker onde explicamos, em detalhes, como funciona esta plataforma online.

Já vamos te adiantando: o Home Broker oferecido pelas corretoras não é adequado para o day trading profissional, embora para começo de carreira você até possa usar para se “ambientar”, não é recomendável o trading por este meio.

Plataformas Profissionais

Assim, você precisará de uma plataforma profissional para receber os dados de negociação em tempo real, podendo ler e analisar o mercado de ações ou futuros.

Estas plataformas podem ser contratadas de duas formas:

  1. Contratação através de sua corretora: neste caso, as corretoras costumam dar um bom desconto na sua mensalidade da plataforma, ao preço de você ficar comprometido em só enviar ordens por essa corretora, sendo esta a forma de contratação mais adequada ao iniciante.
  2. Contratação com a fornecedora da plataforma: contratando diretamente com a desenvolvedora do software, você terá a vantagem de ter a plataforma “multi broker”, ou seja, poderá rotear suas ordens e operar por qualquer corretora.

Margem de Garantia e Alavancagem

É importante que você vá se familiarizando com dois conceitos que estão sempre presentes na vida do day trader

  • Margem de Garantia
  • Alavancagem

Os day traders trabalham muito alavancados e vamos explicar o que é isso.

Margem de Garantia

A margem de garantia exigida pela sua corretora não deve ser confundida com a margem de garantia exigida pela B3 (bolsa).

Margem de Garantia – Bolsa

A margem de garantia é um valor em reais exigido pela B3 em operações com contratos futuros para garantir seu cumprimento.

Como o próprio nome diz, é uma “garantia” que o trader deixa.

É como um “cheque calção” e o valor exigido depende de qual ativo você vai operar (negociar).

Quando o trader deixa uma posição aberta de compra ou venda de um contrato futuro na BM&F, um percentual do valor deste contrato é exigido como garantia para que ele mantenha a posição.

Quando o trader fecha sua posição (se ele comprou, fecha vendendo e vice-versa) o valor da margem é devolvido para o trader.

Como o day trader abre e fecha suas posições no mesmo dia, esta margem nunca chega a ser cobrada do mesmo, visto que ele não deixa posições abertas.

Para se ter uma ideia, para deixar apenas um mini-contrato de dólar aberto, a uma cotação de R$ 3,80, o trader precisaria deixar como garantia em torno de R$ 5.700 (mais ou menos 15% do valor da posição).

Margem de Garantia – Corretora

Para o day trader, quem cobra a margem para negociação de contratos futuros é a própria corretora.

Por exemplo, há corretoras atualmente cobrando entre R$ 25 e R$ 200 de margem por mini-contrato de dolar.

Ou seja, para operar um mini-contrato de dólar o trader teria que deixar bem menos do que R$ 5.700 em sua corretora.

Para ações, não há margem de garantia: o trader opera com seu próprio capital ou com ele alavancado (veremos alavancagem no próximo tópico).

Alavancagem

O termo alavancagem é usado para para o ato de utilizarmos uma valor financeiro maior do que aquele que realmente possuímos.

É um tipo de empréstimo (ou financiamento), onde utilizamos recursos de terceiros para multiplicar a rentabilidade de uma operação.

Por exemplo, se a sua corretoras oferece alavancagem de até 20 vezes, e você possui R$ 10.000 depositados em sua conta na corretora, você pode operar até R$ 200.000 de valor financeiro.

Então, vamos supor que você queira fazer a compra de 10.000 ações de Petrobrás e o preço dela está R$ 20.

Neste caso, por causa da alavancagem oferecida por sua corretora, você não precisa ter R$ 200.000 na conta.

Como a corretora te dá 20x de alavancagem para day trade, você só precisa de R$ 10.000 para operar.

Por isso, o day trader trabalha alavancado.

Contudo, antes de ficar fazendo contas mirabolantes de quanto você pode ganhar com pouco dinheiro, lembre-se:

A alavancagem funciona tanto para os ganhos como para as perdas: vamos a um exemplo prático, supondo uma ação de 20 reais.

Day Trade Alavancagem
Imagem retirada de nosso curso Day Trader Começando do ZERO.

Note como uma diferença de apenas 5% na operação pode fazer você perder tudo (quando trabalhando alavancado).

Os Custos Operacionais do Day Trade

O custo das operações de day trade é composto por três variáveis principais: O custo bolsa, corretagem e imposto de renda.

Entretanto, há outros custos envolvidos: no total, falamos de 7 custos para o trader.

1) Custo Corretagem

Este é o custo mais barato do trader, o de corretagem, cobrado pela sua corretora.

A cada negócio feito, sua corretora fica uma parte para custear toda sua estrutura.

É justo!

É de vital importância a cobrança de corretagem para manutenção da tecnologia da empresa.

Existem corretoras hoje com corretagem zero, porém, cuidado: o serviço prestado também pode ser zero!

Geralmente as corretoras oferecem pacotes fechados e que melhoram os custos finais para o cliente.

2) Custo Bolsa

O custo bolsa varia de acordo com o ativo operado, mas, é basicamente calculado como uma porcentagem do valor financeiro movimentado em seus trades.

Este é um custo que é cobrado pelas bolsas  e você pode conhecer melhor estes custos diretamente no site da B3.

3) Custo IR

A alíquota para as operações de day trade é de 20% e não há isenção!

A apuração do imposto devido em caso de lucro é mensal, e o pagamento através de uma DARF 6015.

Temos um artigo específico e detalhado sobre como declarar imposto de renda para day trade.

4) Custo Infraestrutra

Para o trader montar um setup operacional completo (cadeira, mesa, PC, etc), com conforto e sem luxo, deverá gastar em torno de R$ 5.000.

Este custo engloba o PC/Notebook, cadeira, mesa, NoBreak e outros.

Isso sem considerar os custos mensais de energia e internet.

5) Custo Loss

Ninguém gosta de perder, claro.

Nosso cérebro não foi programado para lidar com perdas, mas, elas acontecem, e no day trade fará parte de seu dia-a-dia.

O loss simplesmente acontece, não desanime!

Por que ele é um custo?

Porque a cada dia que perdemos é como se déssemos um passo para trás, conforme mostra a tabela abaixo:

Custo Loss

Acima, vemos a relação entre a perda e o ganho necessário para zerar a conta.

6) Custo Educação

Talvez um dos principais custos do trader.

Não pense que só iniciante gasta com educação, o trader profissional também gasta.

Isto porque ele deve manter-se constantemente atualizado com o mercado e suas ferramentas.

Livros, cursos, palestras: tudo faz parte da formação do trader.

7) Custo Oportunidade

Com certeza, o maior de todos!

Este é o custo que envolve, além de dinheiro, tempo.

Dinheiro, vai e vem.

Tempo, não volta!

A não ser que o Doc tenha concluído o projeto da DeLorean, você só ficará mais velho.

Aplicar bem seu dinheiro e tempo é fundamental!

Quanto Ganha um Day Trader

Bem, pode-se ganhar muito dinheiro e, também, perder muito dinheiro!

Tudo depende da habilidade, experiência e estudo do trader.

A verdadeira pergunta que você deve se fazer é:

Quanto eu consigo ganhar como day trader?

Existem traders autônomos que tem como meta diária algo acima de 5 dígitos (mais de R$ 100.000).

Mas, será que esta pode ser sua realidade?

Você estaria disposto à arriscar o que estes “super traders” arriscam e, muitas vezes, perdem?

Arriscando um padrão, temos que, passando a fase inicial de aprendizagem, uma meta diária de R$1.000 é algo como o “salario mínimo” de um day trader profissional.

Com o tempo de tela e com o talento necessário, esta meta diária pode ir subindo pra R$ 2.000, depois R$ 5.000 e, teoricamente, o céu é o limite!

Metas realistas

Isto é muito importante: o trader deve ter metas realistas.

“Vou ganhar R$ 1.000 por dia”

De onde este número saiu? Quanto o trader vai ter que se alavancar para isso? Quanto está arriscando para conseguir chegar neste número? Vai conseguir, consistentemente, os R$ 1.000? Quantos dias de loss poderá ter?

Então, veja, não é tão simples como por um número na cabeça e pronto.

O trader precisa ter todo um gerenciamento de risco e performance para poder formular um número.

Paciência e persistência

Como disse anteriormente, persistência é necessária na formação de um day trader.

Não é uma profissão como qualquer outra e é necessário perder antes de começar a ganhar, faz parte do jogo!

Não conhecemos trader algum que tenha começado ganhando e que se manteve consistente, são normais as perdas na fase de aprendizado!

O trader tem que ter a paciência de ganhar de colher ante de conseguir um balde de dinheiro.

É Possível Viver de Day Trade?

Question mark

Tornar-se um day trader consistente é, realmente, uma das tarefas mais difíceis e desafiadoras que existem.

Poucos são os que possuem todos os requisitos atingir a excelência e alta lucratividade nesta profissão.

Porém, é  importante que você saiba que sim, é possível se viver de day trade!

Tornar-se um day trader consistente e lucrativo é uma maravilhosa realidade para aqueles que conseguem vencer os desafios do processo de aprendizado.

Lembre-se: Em qualquer atividade que envolve alta-performance, sabe-se que a taxa de sucesso é muito baixa.

Um estudo realizado em Março de 2019 feita pela Fundação Getúlio Vargas revela que cerca de apenas 10% dos day traders têm lucro.

Gerou muita polêmica a pesquisa, pois, não foi fundo nos motivos do “por que”.

De qualquer jeito, nos mostra que este é um “esporte de elite”.

Além de todas as questões técnicas descritas, o day trading também exige um alto controle emocional e auto-conhecimento.

A maioria desmerece a importância dos fatores psicológicos envolvidos nesta profissão e este acaba sendo um dos principais fatores do fracasso (de estar dentro dos 90%).

A (dura) Realidade do Day Trade

Day trade Trader

Nossa intenção e compromisso com este artigo é transmitir a visão mais realista e objetiva sobre o day trade, seus riscos e oportunidades.

Para a grande maioria, ser um day trader parece ser a “melhor profissão do mundo”.

Você trabalha de casa (ou de qualquer lugar que tenha uma boa conexão com a internet), algumas horas por dia, ganha muito dinheiro e diz adeus ao seu chefe!

Poucos são os que enxergam os “lados sombrios” desta atividade.

Porém, nós da Day Trader Pro, temos uma missão e responsabilidade:

Sempre ressaltar que a atividade de day trading exige um alto comprometimento, muitas de horas de vivência do mercado financeiro, um ótimo treinamento e um mindset adequado.

Trata-se de uma atividade que envolve contato constante com os riscos de perda financeira.

Nunca há a certeza se um trade vai dar certo ou não, apenas probabilidades.

Um day trader de sucesso é, simplesmente, aquele que aprende a identificar as situações onde existem boas probabilidades de acerto.

Esta é uma vitória pessoal e não existe uma ciência exata que possa te levar ao sucesso.

Não existem formulas prontas!

Para chegar ao nível de excelência e lucratividade, existe um longo e pessoal caminho.

Dicas para Vencer como Day Trader

Idea

Então, para finalizar este artigo, deixamos algumas “dicas de ouro” para que você, que está estudando e descobrindo o day trade, comece com o mindset correto.

  • prepare-se para uma formação à médio e longo prazo.
  • busque um entendimento profundo do mercado.
  • pense em aprender primeiro, os resultados são consequência.
  • respeite sua real condição financeira.
  • aperfeiçoe sua maturidade emocional.

Seguindo estes conselhos acima suas chance de sucesso aumentam consideravelmente!

Bons estudos e bons trades!

Rafael Iasi

Rafael Iasi

Rafael Iasi é o idealizador do Projeto Day Trader Pro. Atua no mercado como day trader independente desde 2013 e é um dos pioneiros na difusão das modernas técnicas de day trade no Brasil. Desde meados de 2015 vem colaborando, através de artigos, vídeos e cursos, na formação de milhares de outros day traders que acompanham o site, canal do youtube e mídias sociais da Day Trader Pro.

View all posts